top of page

Obra Comentada - Álbum Vão de José Miguel Wisnik

O bate-papo virtual e gratuito, realizado pelo Centro Cultural 25 de Julho de Porto Alegre, será transmitido no dia 18 de março, sábado, às 16h, pelo YouTube



O Centro Cultural 25 de Julho de Porto Alegre e o músico gaúcho Felipe Antunes promovem no dia 18 de março, sábado, às 16h, mais uma edição do projeto Obras Comentadas. O tema deste mês será o álbum Vão (2022), do músico, compositor e ensaísta brasileiro José Miguel Wisnik que participa do bate-papo virtual com outros dois artistas envolvidos na produção musical: o letrista e jornalista Carlos Rennó e a cantora, compositora, performer e arte-educadora Marina Wisnik. A conversa será transmitida gratuitamente pelo YouTube do projeto (www.youtube.com/user/feantrio).


O disco, com 11 faixas, foi feito em um momento de recolhimento de Zé Miguel nos estúdios de gravação, durante a pandemia. Além das parcerias com os músicos convidados para o bate-papo, o álbum ainda traz participações de Arnaldo Antunes, Guilherme Wisnik, Luiz Tatit, Paulo Neves, Ná Ozzetti, Mônica Salmaso, Zahy Guajajara, Ilessi, Sophia Chablau, Carina Iglecias e Celso Sim.


Sobre o Obras Comentadas

O projeto, lançado durante o período de isolamento da pandemia de Covid-19, iniciou em julho de 2020 e, desde então, já recebeu nomes como o conjunto MPB4, Sandra Pêra, Guinga, André Mehmari e Leila Pinheiro, além de muitos outros artistas em encontros virtuais que estão disponíveis no YouTube.


Quem quiser colaborar com a produção do Obras Comentadas pode participar do clube de assinaturas do canal. Os assinantes que contribuírem com valor superior a R$ 50 receberão como recompensa a participação em encontros mensais com Felipe Antunes sobre a história da MPB. Os interessados podem contribuir pelo site https://benfeitoria.com/projeto/obracomentada.

Sobre os participantes desta edição

José Miguel Wisnik é músico, ensaísta e professor sênior de literatura brasileira pela Universidade de São Paulo. Como intérprete de suas canções, lançou um primeiro CD que leva seu nome como título (1993), depois São Paulo Rio (2000), Pérolas aos poucos (2003), Indivisível (2011) e Ná e Zé (2015, com a cantora Ná Ozzetti). Fez música para dança, cinema e teatro. Entre as suas principais publicações estão O som e o sentido (1989), Veneno remédio – o futebol e o Brasil (2008) e Maquinação do mundo – Drummond e a mineração (2018). Recebeu o Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro (1978), o Troféu Noel Rosa como compositor-revelação (1989), o prêmio do Festival de Gramado (1989), o prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte (1991, 1993 e 1995), o prêmio do Festival de Cinema do Ceará (2001), o Prêmio Literário da Fundação Biblioteca Nacional (2019). Atuou como conferencista convidado em diversas Universidades do Brasil, da Europa e dos Estados Unidos, como professor visitante na Universidade da Califórnia, em Berkeley (2006) e na Universidade de Chicago (2012).


Carlos Rennó é letrista, produtor artístico e jornalista. Tem parcerias com Lenine, Chico César, Paulinho Moska, Pedro Luís, Gilberto Gil, João Bosco, Rita Lee, Tom Zé, Tetê Espíndola e Arrigo Barnabé, tem canções gravadas com todos estes e com intérpretes como Gal Costa, Roberta Sá, Ney Matogrosso, Maria Bethânia e Elba Ramalho. É autor de Cole Porter – Canções, Versões (Paulicéia, 1991, com participações de Caetano Veloso e Augusto de Campos), Canções (Perspectiva, 2018) e O Voo das Palavras Cantadas (Dash, 2014), além de organizador e colaborador especial de Gilberto Gil – Todas as Letras (Companhia das Letras, 1996; 2003; 2022).


Marina Wisnik é cantora, compositora, performer e arte-educadora. Criadora de palíndromos (frases que podem ser lidas nos dois sentidos mantendo-se o mesmo significado), a artista utiliza esse gênero como seu meio para o fazer poético. Graduada em Letras pela Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduada na Faculdade de Educação (USP), tem atuado nos últimos anos com arte urbana. Além de suas realizações com arte urbana, Marina trabalha, desde 2009, em projetos sociais que integram Literatura e Educação. Publicou seu livro autoral de palíndromos poéticos, SÓS, e lançou dois discos de canções, também autorais, Na rua agora (2012), e Vás (2014). Integrante do grupo de performances Trovadores do Miocardio, foi atriz, também, do Teatro Oficina nos anos de 1996 e 2016.




SERVIÇO – PROGRAMAÇÃO ONLINE – MÚSICA

Obras Comentadas | Vão

Com os convidados José Miguel Wisnik, Marina Wiskin e Carlos Rennó e o curador do projeto Felipe Antunes

Dia 18 de março, sábado, às 16h

Gratuito, pelo canal do músico Felipe Antunes no YouTube (www.youtube.com/user/feantrio)


Realização: Centro Cultural 25 de Julho de Porto Alegre e Kreativ Produções Culturais

Apoio: FM Cultura

Comentários


bottom of page